3 Erros do LÍDER que podem ARRUINAR suas Decisões

“No MEIO do caminho tinha uma pedra… tinha uma pedra no MEIO do caminho…”

E eu estou aqui hoje para falar com você, não apenas sobre uma, mas três pedras que podem atrapalhar, E MUITO, a sua tomada de decisão como Líder, e por consequência, sua carreira e seus resultados.

São os 3 erros imperdoáveis de um Líder na tomada de Decisão.

Você já não conheceu alguém, talvez até intimamente, que apesar de ser MUITO bem preparado, ter estudado nas melhores escolas, ter MBA e Pós-doutorado, muito inteligente, porém, AINDA toma decisões precipitadas, equivocadas, DESAJUSTADAS e abusivas? E que, com isso, causa ou causou GRAVES prejuízos à sua empresa ou à sua PRÓPRIA vida?

… Pois eu já conheci muita gente assim.

Aliás, eu tive um cliente muito descontente com sua forma de decidir, mas não conseguia fazer diferente. Ele  acreditava que a ÚNICA forma de decidir era a que ele utilizava até agora… Quando começamos a conversar ele me dizia: “Regiane, até hoje eu ACERTEI mais do que ERREI, no final, tudo se acerta… vou manter assim, não sei fazer diferente”. Porém seus resultados estavam ficando cada dia PIORES.

Então… é importante observar a tomada de decisão com toda força que ela tem. Até porque, a habilidade para tomar boas decisões é um ingrediente FUNDAMENTAL para a boa performance de um LÍDER. Não basta apenas ter consciência disso, você precisa exercitar e trabalhar nela com um mínimo de estratégia para que colha bons frutos e resultados cada dia melhores.

Porque a conta é simples: DECISÕES MELHORES = RESULTADOS MELHORES.

Vamos começar falando dos três erros que o Líder deve evitar quando decide:

  1. EXCESSO de autoconfiança;
  2. DESEQUILÍBRIO emocional, e
  3. PRESSA.

NENHUMA decisão fica ILESA a essas 3 pedras no caminho dos líderes, que começam promovendo um TROPEÇO, um escorregão, uma queda e até uma perna ou braço QUEBRADOS.

Vamos começar falando da primeira pedra, o EXCESSO de autoconfiança.

[images style=”3″ image=”http%3A%2F%2Fregianemartins.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F04%2Fimage01-6.jpg” width=”560″ align=”center” top_margin=”0″ full_width=”Y”]

É o MAIS SUTIL dos erros. Alguns líderes chegam a um momento de sua carreira em que já têm uma GRANDE expertise e um bom tempo de estrada. E isso é ÓTIMO!!! O problema é quando isso gera no líder a sensação de estar ACIMA de qualquer problema, e de que sabe TUDO.

O Excesso de autoconfiança leva BONS líderes a desconsiderar fatores IMPORTANTES na tomada de decisão, ATRAPALHA a abertura de outras possibilidades, e impede uma visão PANORÂMICA da situação.

O excesso de autoconfiança o mantém focado em si mesmo e suas próprias IDEIAS e limitações. E essa é uma porta larga para deixar de checar fatos IMPORTANTES, não confirmar suposições nem reunir informações adicionais. E, é a cara da NEGLIGÊNCIA com a importância da decisão.

Uma coisa é fato: NINGUÉM sabe tudo… nem mesmo VOCÊ, por MAIS preparado que você esteja.

CUIDADO!!!

DICA:

Muitos líderes que apresentam esse tipo de problema NÃO TÊM consciência disso. Então te convido a fazer uma análise de sua ÚLTIMA decisão, das suas últimas decisões… Você levantou todos os dados necessários para a MELHOR tomada de decisão? Considerou uma visão mais panorâmica da situação, ou considerou que já tinha TUDO o que precisava? Consultou dados ou pessoas experts NISSO? Ou você pegou apenas a sua certeza e transformou aquilo na sua decisão? Pense nisso…

 

[images style=”3″ image=”http%3A%2F%2Fregianemartins.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F04%2Fimage03-2.jpg” width=”1024″ align=”center” top_margin=”0″ full_width=”Y”]

O segundo grande erro imperdoável do líder na tomada de decisão… a segunda pedra no sapato do líder é tomar uma decisão em DESEQUILÍBRIO EMOCIONAL, sem inteligência emocional.

Dentre as três, porém, talvez este seja o erro mais grave. O DESEQUILÍBRIO EMOCIONAL,  já levou até mesmo GRANDES LÍDERES a decidirem com base apenas em emoções pouco construtivas como RAIVA, despeito, VINGANÇA, descontrole, tendo seus resultados comprometidos e suas decisões PREJUDICADAS.

Não é novidade a IMPORTÂNCIA da inteligência emocional na ALTA performance de vida, tanto pessoal como profissional. Aliás, Daniel Golleman tem um brilhante trabalho sobre isso. A Inteligência emocional é fator DETERMINANTE. Seja para você manter sua vida em segurança em uma briga de trânsito, por exemplo, seja para você se manter CASADO ou EMPREGADO ou receber uma promoção.

É claro que toda grande decisão complexa, difícil, é rodeada por fortes emoções, stress, ansiedade, o problema é você decidir com base nisso, tomado por emoções descontroladas como raiva, rancor, ódio, VINGANÇA, mágoa. Então eu tomo aquela decisão para me vingar do fulano. E eu não percebo que estou caindo numa grande armadilha que pode prejudicar meus resultados logo ali na frente.

Imagine isso no campo dos líderes que tomam VÁRIAS decisões importantes no dia a dia de suas carreiras. Manter seu equilíbrio emocional em meio a um momento decisivo importante e que NÃO VOLTA MAIS pode ser seu grande trunfo. Agora Junte a isso uma boa estratégia de Tomada de Decisão e seus problemas diminuirão… e MUITO.

DICA:

  • JAMAIS tome uma decisão importante sob o domínio de violenta emoção;
  • Pergunte a si mesmo: que conselho eu daria ao meu MELHOR AMIGO neste momento? Isso já vai te ajudar a mudar a percepção naquele momento
  • E o principal: Faça o impossível para se ausentar até restabelecer o equilíbrio emocional.

O terceiro grande erro do líder na Tomada de Decisão, a terceira pedra no sapato do líder aqui é tomar uma decisão com PRESSA.

 

[images style=”3″ image=”http%3A%2F%2Fregianemartins.com.br%2Fwp-content%2Fuploads%2F2017%2F04%2Fimage00-6.jpg” width=”400″ align=”center” top_margin=”0″ full_width=”Y”]

PRESSA

Aí você pode estar pensando: mas eu não posso mesmo perder tempo, tenho que tomar decisões rapidamente, o tempo todo, isso faz parte da minha carreira, do cargo que ocupo. Claro, eu sei, concordo e compreendo, porém há decisões, principalmente as mais complexas que você precisa fazer uma análise mais apurada de dados, números, informações.

A pressa tira do seu cérebro a oportunidade de estabelecer uma estratégia formatada e DIRECIONADA para tomar esta decisão. E deixa seu cérebro ser regido pela lei do “vamos acabar logo com isso”.

Uma decisão importante, exceto em raras exceções, não surgirá de uma hora para a outra a sua frente. Ela irá se DELINEANDO e você, normalmente, terá tempo de fazer uma análise melhor antes de decidir.

Quem decide com pressa pode deixar passar circunstâncias IMPORTANTES e fatores que requerem um tempo relativamente MAIOR de análise. Decisões apressadas, normalmente não tem base estratégica, apenas acontecem…

E negligenciar o tempo necessário para análise e organização estratégica das informações das tomadas de decisão é negligenciar os RISCOS e consequências daí decorrentes, o que pode gerar prejuízos IMENSOS pra sua carreira e para a empresa.

Pense nisso:

A Dica aqui é:

Sempre que houver a possibilidade, RENEGOCIE o prazo para que você consiga analisar e  considerar todos os aspectos relevantes que lhe cabem antes dessa decisão. Não ceda à PRESSÃO instantânea de decidir naquele mesmo momento, se não for o momento correto.

Estes 3 erros estão diretamente ligados a ausência de estratégia ao decidir. Então tenha uma estratégia, para dar suporte a suas decisões, ainda que mínima, ainda que simples, mas tenha uma. Este é um dos aspectos mais importantes das decisões realmente eficazes.

Mas sobre a estratégia do programa “O Poder da Decisão” falaremos depois.

Te vejo em breve!